Soul Parcifal

Ninguém vai me dizer o que sentir
Meu coração está desperto
É sereno nosso amor e santo este lugar
Dos tempos de tristeza tive o tanto que era bom
Eu tive o teu veneno
E o sopro leve do luar

Porque foi calma a tempestade
E tua lembrança, a estrela a me guiar
Da alfazema fiz um bordado
Vem, meu amor, é hora de acordar

Tenho anis
Tenho hortelã
Tenho um cesto de flores
Eu tenho um jardim e uma canção
Vivo feliz, tenho amor
Eu tenho um desejo e um coração
Tenho coragem e sei quem eu sou

Eu tenho um segredo e uma oração
Vê que a minha força é quase santa
Como foi santo o meu penar
Pecado é provocar desejo
E depois renunciar

Estive cansado
Meu orgulho me deixou cansado
Meu egoísmo me deixou cansado
Minha vaidade me deixou cansado
Não falo pelos outros
Só falo por mim
Ninguém vai me dizer o que sentir

Tenho jasmim tenho hortelã
Eu tenho um anjo, eu tenho uma irmã
Com a saudade teci uma prece
E preparei erva-cidreira no café da manhã
Ninguém vai me dizer o que sentir
E eu vou cantar uma canção p'rá mim

Acorda...Não tenhas medo e no teu leito veja o dia amanhecer...

Sei que ainda há resquicios de origem nessa pose de pedra!

God bless we all...Love , Peace!

Escrito por Maths às 02h01


[]


Entre a Serpente e a Estrela...

Há um brilho de faca
onde o amor vier
e ninguém tem o mapa
da alma da mulher
Ninguém sai com o coração sem sangrar
ao tentar revê-la
um ser maravilhoso
entre a serpente e a estrela

Um grande amor do passado se transforma em aversão
e os dois lado a lado
corroem o coração
Não existe saudade mais cortante
que a de um grande amor ausente
dura feito um diamante
corta a ilusão da gente

Toco a vida pra frente
fingindo não sofrer
mas no peito dormente
espero um bem querer
e sei que não será surpresa
se o futuro me trouxer
o passado de volta
no semblante de mulher

Bem, no fim da tarde de hoje, voltando da universidade cheio de anseios, e logo traduzindo, me veio aos ouvidos através das ondas do rádio, o Zé Ramalho na sua voz inconfundível com essa bela música, o que me fez ficar daquele jeito: todo, todo ao pensar na minha Risoflora...
Eaí o que sentir?o que pensar?o que fazer? Aiai, deixar tudo ao natural, ainda estou anestesiado, sob efeito...Não vejo a hora vida, Eu vou andando...Love U!!

Abaixo o link...Escutem a música, pois vale muito a pena, será mais facil compreender o que estou falando, o que estou sentindo.
Grande Salve!!!
http://app.uol.com.br/radiouol/player/frameset.php?opcao=umamusica&nomeplaylist=003031-4_05<@>Frevoador<@>Entre_A_Serpente_E_A_Estrela<@>Zé_Ramalho<@>0303<@>Zé_Ramalho<@>SONY<@>Columbia

Escrito por Maths às 05h52


[]


Let's go again...

Louco de Deus

Composição: Lira Paes / Clayton Barros

Perto de você,
Dentro da tua história
Eu carrego as paisagens
E as miragens do além

Digo que quebro as telhas
Da nossa grande construção
Pra curtir na amplidão

E o sol rodando vermelho...
E o sol pregado no azul...
E o sol girando no céu...
E o sol rodando no ar!...

Eu sou um louco de Deus,
Eu sou um servo dos loucos de Deus!

No fundo dos olhos, na alma do corpo,
No Fogo! Fogo!
Na alma do corpo, no fundo dos olhos,
No Fogo! Fogo!
Fogo! Fogo!...

Cordel Do Fogo Encantado

Um pouco mais de emoção nesse renovado verão> a poesia sertaneja musicada.

Gente deixa eu falar uma coisa pra vocês:

Sinceramente falando: Isso é só um pouquinho de cada um. Somos muito mais que isso!

Materialmente falando: somos muito menos!e se somos...

Grandes coisas esse teclado diante da porrinha do dedo não é!!!???Vivam o (Ir)real!!Vivam a gente!Vivamos!Vocês sabem...Amo vocês!Estou vos abraçando aqui dentro do meu peito!

O momento parece bailar diante dos nossos olhos, diante de tanta vida!mas poucos os que conseguem ter, como em tudo na sociedade do Afeganistão...

Bem...estou bem obrigado, e de agora em diante será sempre assim, um recomeço a cada respiração, porque o futuro não perde por esperar, e notando que o tempo, vai envelhecendo tudo e todos, enquanto marca as batidas do meu coração, agoniando as nossas horas, me fazendo sentir vontades e saudades daquele xêro gostoso, quenti...Ainda me resta uma saída, "Por la carretera"...The Love's fire walks with me.

Respirarei menos(Ponderadamente). Me apresso devagar!

Ass: Stham Omrac

Escrito por Maths às 06h49


[]


Invisível...

Mais uma vez me encontro sob círculos,
E pinto azul em todo lugar por onde eu passo.
Rápido e rasteiro vou seguindo esse horizonte...
Pensando no destino, caminhando ao encontro da vida
A dúvida está na cor branca da minha camisa
E procuro cores para uma nova roupagem...
Belas lembranças carrego em minha mala cinza
Fechadas outrora para uma nova aurora

Em que passo os dias me levam a enxergar o preto?!
Nós mesmos escolhemos a distância
Entre a cor e os olhos ainda cegos pelo vermelho
Que nos traz ganância e medo,
E eu construí uma muralha incolor
Afim de me distanciar dos olhos alheios
Assim quem não puder enxergar além das cores
Nunca entenderá meus sentimentos e amores

CéSaR-Al-GuStO
"Guto"

Ave César!
Meu grande gerente, irmão, amigo, companheiro de banda, sempre traduzindo vida e luz em poesia, no que vemos, vivemos e fazemos existe uma sintonia sobrenatural em que nelas nossas mentes estão sempre se frequenciando em uma especie de gestalt em que nos tornamos eternos aliados. Unidos para vencer o que quer que seja...
Tirei do seu Blog, pois achei uma tradução para o que sentia no exato momento em que li!
O que eu sentia?
Me sinto como um soldado desertado,sem fardas, sem armas nem inimigos, numa guerra invisível pra quem finge que não vê e mente pra si mesmoa, mentem para se esconder, mentem porque tem medo mas não param de sofrer...
soldado de uma guerra que não quero fazer parte, a revolução que eu quero fazer é através da arte, sei que não perco nada assim falando a verdade, sei quem é covarde, amor em nome da maldade...O estilo é livre, as asas rapinas ensinam o vôo rasante que a mente hipócrita recrimina, você pode querer não me ver, mas não pode impedir de me ouvir, porque o som do meu ser estará sempre a refletir no teu retroprojetor mental, e assim eu vou aparecer aí, processo irreversível, é fundamental o que te faz feliz, jogar no lixo o que te faz mal, agarrar firme o que te faz sorrir. Ferido e cego eu deserto afinal...Ragga murfin morfine!Chega de dor...
Pax e Vox!
Maths
"Eu vim com a Nação Zumbi..."(mateus enter by C. Science)

Escrito por Maths às 04h25


[]


Feitiçaria

Merda!Eu estou bêbado,
Mas ainda estou ajoelhado
A polícia parou de persegui-la
...Carne Nova

Ela abre o porta-malas e me tira de lá,
Há uma máquina que tira foto de nós,
Minha mandíbula e dentes dóem,
E eu engasgo por causa da mordaça,
E antes de acordar...
vou para o banco de trás,
E ela me faz tocar a máquina
...Novo Assassino

-Primeiro, Tire-me a mordaça!
Tire-a por enquanto!Você disse que iria, certo?
E você estava certa...
-Eu logo soltarei você, eu logo soltarei você.

Logo tudo vai acabar...
Espero que seja logo
Tudo Logo vai acabar
Espero que seja breve...
E então ela cantou:
-Eu logo soltarei você, Eu logo soltarei você
-Eu logo soltarei você, Eu logo soltarei você
-Eu logo soltarei você, Eu logo soltarei você
-Eu logo soltarei você, Eu logo soltarei você
(...)

Escrito por Maths às 14h34


[]


Da Lágrima

A música se chama "Da lágrima" e fala sobre coisas da minha cabeça em psicodelia ao nosso universo, minha terra, nossa correria, meus amores, nossos sentimentos, eu, você, nós e o povo desse lugar enfim, nosso fruto sonoro totamente ligado as nossas raízes num ciclo de imagens recíprocas, algumas vezes cinematográficas, espero que gostem como nós gostamos...
Dedico especialmente a você que me entende, e quando não, pelo menos tenta.
Energias positivas somente positivas a todos a bordo desse expresso que vem descendo a serra fumegando como um vulcão...

Passei vários dias triste
sem saber quando tudo isso ia acabar
Quando o pensamento insiste
no coração não se pode confiar
quebrando mil barreiras
cruzando sua fronteira
me sinto além dos prédios que arranha o céu
desse lugar sem céu
em plena sexta-feira
embolado a noite inteira
não vejo outra maneira
de fazer o tempo passar tempo

camisetas pretas,Rasgo na calça folgada,
tenis apertado, atraso em dia de trabalho,
carteira de cigarro,cartas de baralho marcado,
dinheiro amassado, troco em onibus lotado e mais...

raios de sol brilham numa garrafa de tequila
na praia de uma ilha vendo a ondar bater, mas lá...
no lado de...A-B-C devagar vem ser ,
escuta,vem pra cá, vem vê!

o tempo envelhecer, ir lá?
a vela se apagar, vem ver!
o menino correr, vê lá?
o vento mergulhar, pra que?
o mendigo fazer, lembrar
o rio incendiar, acender
entender que nesse som brota a semente da vida
por causa da lágrima
e no chão desse Sertão rego amor e colho rimas
por causa da lágrima
tomo o sol e ouço o som lembro da minha menina
por causa da lágrima(da lágrima)
nosso amor nunca secou, nossa semente germina
por causa da lágrima,por causa da lágrima
por causa da lágrima,por causa da lágrima
(da lágrima)

que o céu faz escorrer
na cápsula da máquina
que põe a morte em prática
espasmos de espanto
os prantos em meus cantos(por causa da lágrima)
nos sonhos, os donos
de deuses e demonios
lágrimas que caem do céu,
nos olhos de nuvens
nos sonhos(nos sonhos), os donos,(enganos)
de deuses(ohw Jah) e demonios(isola!)

desfazendo da métrica etnica sem ética do cotidiano imbecil
NO cenário psicotropical sob o céu anil, vivendo em algum lugar no Brasil
se cuida menina, me escuta não vacila
preste atenção, se liga! com a epidemia que se espalha em vão,
nós no fio da navalha, vê!
rajada de metralha,não,
não é fogo de palha não

o que eu te falo é o que eu vejo nos meus olhos buscando imaginar
segredos em arquivos na prova da lágrima
no lado de dentro ou no banco de trás
do centro de abastecimento da Velha Rua Nova
que engloba o feirense a trilha sonora da esbórnia negra, forte e calma....da princesa
(negra, forte e calma)....da princesa que eu vejo chorar
a lágrima
(sinta-se a vontade, pode chegar mais pra perto, deita no meu colo princesa, sinta-se amparada, chora! podes choras, pode chorar em meus ombros que... enquanto te esquento de amor e som, eu ainda cantarei pra ti, e até chorarei se for preciso ajudar-te a regar nesse chão as sementes que acabei de plantar, sei que nelas brotará o seu sorriso que dará frutos e até quem sabe...sombras no verão...basta acreditar...na lagrima

Escrito por Maths às 01h36


[]


Ae apareçam, vamos plantar juntos essa semente, pra que dela brote a mais linda árvore do mais saboroso fruto...

Estão todos convidados, agora...na correria não tenho muito a dizer, estou sem net(sem pulsos), hj quase morro por causa de um maxixe venenoso mas consegui vomitar heuheuuhhuhu hasta....vibrações positivas!!!

Escrito por Maths às 19h32


[]


Declaración...

Unidade Perfeita

Acorda...Não tenha medo

E no seu leito veja o dia amanhecer.

Agora...Não sou perfeito,

Mas sei que do meu jeito vou te entender.

 

Sempre me fiz fechar os olhos sem querer,

E num vazio que jamais preencherá,

Fiz todas cartas q mandei para você.

 

Mas lá fora chove.

Por favor não chore!

Me conta agora os problemas teus.

Deita no meu colo,

E a tristeza explode,

Se entregando aos carinhos meus

 

As montanhas são pequenas pra nós dois

Como um rio é pequeno para o mar

Se eu venho antes ,você pode vir depois

Como o sol espera um luar

 

Sentindo a força intensa do seu olhar

Me encho de força ouvindo as suas preces

Sabemos bem aonde queremos chegar

Bem acima das nuvens muitas vezes

                        

Hoje é seu dia amanhã pode ser o meu­­­    

E se for preciso nós trocamos de lugar     

Hoje somos  um, nós dois somos você&eu

...A Unidade Perfeita.             

Maths Carmo *(Letra feita em 2002+/-,inspirada pelo sentimento mais puro e forte existente no planeta, a música faria parte da 1ªdemo da extinta "Prolix"...por um instante tinha certeza que ela ainda serviria pra traduzir algo em algum momento na nossa vida...enfim o tempo na vida passa, mas o amor e a arte seguem eternos...

De volta ao meu expresso após dias sem atualizar...só tenho coisas boas pra dizer nesse momento, ultimamente venho andado bastante ocupado com o projecto Semídja, a semente foi plantada e digamos que estou trampando de jardineiro sonoro, saudade da galera...já que só tenho estado em contacto com os amigos e parceiros ócio(criativo & productivo)envolvidos com a música, não quero criar muitas expectativas por aqui mas já vou adiantando que as notícias sólidas virão em breve...tow sem internet e isso dificulta(falta tempo), no mais bebemos,tocamos e brigamos dia 09/07 em uns 15 anos em que nos foi dado espaço apenas com 2 ensaios, estamos no gás para reestreiar mais do que nunca em agosto.

Então é isso...peguei o trem apenas pra deixar MUITAS BOAS ENERGIAS pra quem viaja nele e pra quem simplesmente vê de fora...e como já dizia meu amigo Sine Calmón:"Na mala não levo a dor, e nem cabe no trem, tocando e cantando eu vou..."Sei que o resto vocês sabem...beijos e abraços carregados de vibrações positivas! Até breve:*

Escrito por Maths às 20h57


[]


La Despedida

Ya estoy curado, Anestesiado
Ya me he olvidado de ti...
Hoy me despido, de tu ausencia
Ya estoy en paz...

Ya no te espero, ya no te llamo, ya no me engaño
Hoy te he borrado de mi paciencia,
Hoy fui capaz...

Desde aquel dia, en que te fuíste
Yo no sabia que hacer de ti
Ya están domados mis sentimientos
Mejor así...

Hoy me he burlado, de la tristeza
Hoy me he librado, de tu recuerdo
Ya no te estraño, ya me he arrancado
Ya estoy en paz...

Ya estoy curado, anestesiado, ya me he olvidado
Te espero sempre mi amor, cada hora, cada dia
Cada minuto que yo viva...
te espero sempre mi amor...
Te quiero...Siempre, mi amor...Se un dia...Volverás...

No me olvido y te quiero...T.E.S.M.A...T.E.S.M.A.....

Manu Chao(Clandestino-Esperando la ultima ola...)

Escrito por Maths às 01h37


[]


O Prazer

Como um sulco em descanso senti o teu corpo abrir-se
por receber a oferenda maior do meu ser.
...Sentir...tremer...e, ó carne, afundar, afundar,
assim como os sóis no entardecer,

e a quente semeadura que desce e que entrega
seu tesouro instintivo de sangue e de calor,
enquanto no vazio tremem as mãos cegas
de tanto haverem tateados racismos em flor!

Ó sóis de outono - ventos do norte - jorros de trinos!
Quem me abrasou as mãos, quem me extraviou o caminho?
Uvas de que vinhedo espremeram em mim?

E agora em meio à bruma total dos meus sentidos
sei que na vida teu corpo está acabado,
e embora me venceste, eu também te venci!

Me sentindo mais velho, queria agradecer a todos os amigos e companheiros que me saudaram esses dias em que completei idade nova...Obrigado por tudo e que ainda hajam vários outros para comemorarmos e sorrirmos um pela presença do outro, muito dukaralhu compartilhar emoções com seres tão brilhantes como vocês meus amigos(a).
Bem...O melhor mês do ano está passando e espero que aproveitemos o máximo essas festas que estão por vir, sempre com o pé atrás na malandragem ok?
Se for dirigir não bebam!Se for beber me chamem!Vou estar em San Jose(Califa) até a terça-feira e o numero é 3204-7098 pra quem quiser entrar en contacto!
Bowas festas y que Jah Jah nos proteja!

Viaje ae nas minhas paradas!Espero que não esteja "Di Cara"!Se não, que esteja feliiiiz mesmo assim!

"Se não houver juízes poetas que o libertem
fazei com que os poetas sejam juízes!
E Deus, sobre nós outros,
deitará um olhar agradecido..."
**All Poems by Neftalí Ricardo Reyes Basoalto(Pablo Neruda)

Escrito por Maths às 04h15


[]


(Roots, Rock, Reggae X Dubs, Ska, Ragga)

Com a força dos meus sentimentos
E com a labuta do meu pensar
A a imagem real do meu ser
Vem a tona numa onda sonora
Viajando por entre meus desejos
Você tenta saber o que se passa
Me mostrando toda a sua razão
Consciente do que acha que sabe
Sinto toda a sua malícia camuflada
no interior da nossa pré-potência
Prova disso é a polícia
Milícia da Malícia da Violência

 

O que nos impede de viver o amanhã?
é o segredo que queremos desbravar
vamos sem preguiça de se ter coragem
provando aos poucos esse veneno xamã
aqui pra todo mal existe uma vacina
se há quem descubra na natureza
segredos da vida, nova medicina
em cima de doentes que morrem nas filas
Revolução Cobaia da Existência
Evolução Canalha do animal que pensa que pensa
Prova disso é a Política
Milícia da Malícia da Consciência

O projecto está saindo do papel a cada dia que passa...

Eu y meu parceiro Guto ainda temos muitas histórias para serem vividas e cantadas, tanto na Adorno como na Download Babylon, em breve muitas coisas boas estão por vir, frutos da Prolix, nossa semente mãe que vista de longe parece ter sido fracasso, mas sabemos do real valor das coisas, e buscamos cada vez mais a luz sonora das terras de Jah, com calma, atitude e espírito...nascidos para o estilo livre. Enquanto isso...enquanto o dia não chega, vamos Esperar baixar a Babylônia.

Posso sentir o cheiro, posso ouvir o som...não está tão longe nem é tudo tão banal, a poucas milhas estamos nós e ela bem mais acima, se baixar mais um palmo esse será o nosso lugar, nossa que jardim!!...

Escrito por Maths às 16h28


[]


"Se Você Me Quer"

A velha idéia me assalta
Porque descobri enfim
Os tais cenários de dor
Como nos livros que li

E a sensação me toca
Me toca fundo em algum lugar
Aonde é tudo familiar
Como os lugares que nunca vi

Mas se você me quer eu te quero
Se não, não me desespero
Afinal eu respiro por meus próprios meios
Afinal eu vivo enquanto espero.


Perguntas sem respostas. Longe de ser uma visualização virtual...
Vida de beira de abismo?! fixações sem eira nem beira, depois da queda...o coice
tudo para definir...exceto palavras.
preciso roubar!ou em improvisos continuar a tocar, o barco que navega (Im)precisamente
em algum momento eu estarei no exacto lugar...novamente, e eu em meu sorriso estampado ainda que me faltem os dentes.

Escrito por Maths às 03h23


[]


Horus

Eu, noturna sombra entre esquinas,

Sozinha é sem mim, a turva neblina,

Me faço de reflexo no vazio.

 

Consulto meu futuro em baralhos,

Confundo as sementes com os galhos,

Clamo a Deus por mais uma retina.

 

Ver o sol nascer é privilégio,

E o luar, esquecido pelo tédio,

Fecham-me os olhos e crava-me a rotina.

 

E me esquecendo de tudo, sonho o amanhã,

Tudo diferente do que poderia ser,

Vejo que de nada adianta enxergar,

O coração ainda insiste em rebater.

 

Maths Carmo

*

Escrito por Maths às 00h40


[]


Para o Incompreensível

A quem me ensinou a cometer sandices,
mesmo sem ser louco no sentido real da palavra.
A quem já se negou a cometer suicídio,
e aprendeu a beber pra vomitar suas desgraças.
Às pedras que ainda não viraram areia,
mas continuam fortes mesmo tão expostas ao tempo.
Às rachas das rochas que a favor do tempo,
corroem montes adentro derrubando suas encostas.
Aos passos do bêbado que possuem um intinerário
mas mesmo tropeçando desconhecem a linha reta.
À todas as forças do universo que enfraquecem os homens,
mas que lhes dão a vida como um precioso objeto.
E à Deus, que mesmo sendo inventado, conseguiu reinventar,
a troco da sua própria existência.
Ofereço essas palavras, essas míseras palavras, sóbrias e insanas.
Completa em mil pedaços, mortas, vivas em uma eterna remanescencia.
Palavras rudes, finas, noturnas na matina.
Tonificadamente ressaqueadas em frases frágilmente fortes,
e superficialmente profundas, como sementes da madrugada.
Para que não só saciem, mas empapucem a fome da virtude,
seja a lente pra cegueira da justiça de nossas almas,
Para que nada pertube ou tente impedir
a grandeza dos nossos sonhos.
Porque meu mundo, nosso rico e vasto mundo, É
...Divino
Mas as palavras, essas míseras palavras em sí são
...DEMÔNIOS...

Maths*


Para ouvir: At The Drive-In em Relashionship of Command, Punkadaria do início ao fim, mto lindo esse album, há tempos, desde Nirvana e The Deftones não escutava algo tão anárquico(Rock com conteúdo e Atitude mesclado a um forte estilo próprio difíceis de se definir), pra quem tem preguiça de baixar várias mp3, aconselho os clássicos One Armed Scissors, Patern Against User, Arcarsenal, Invalid Litter Dept. ou ainda outra banda derivada do extinto ATD-I, The Mars Volta que conta com Omar(guitar) y Cedric(Vocals) remanecentes dessa banda Texana que infelizmente acabou, depois de mta pressão da mídia que chegaram  a rotular-los como o "Novo Nirvana". Pra quem curte punk rock, funk, psiicodelia, rockão...Sex Pistols, Rage Against The Machine, Nirvana, Snot e o Expresso Amnésia. Fica ae a dica Babilônica...Ouçam até a Babilônia baixar.O disco é o próprio torpedo.

(O fogo ainda anda comigo...

Escrito por Maths às 00h18


[]


O Homem mais triste que já tomou uma dose tequila.

Era apenas mais um dia de sol, como todo dia claro.
Eu não queria ver a chuva outra vez...meus lábios já não aguentavam mais aquele sal.
E a vida, essa sim, com o mais fino azedume do limão.
Era apenas mais um, mais um copo de tempo.
tomei a primeira, a segunda e a sexta feira à noite, tomei uma garrafa de coragem
chamei para dançar.
"- Você se chama ... ?"
E ela, antes que eu terminasse "- Não perco tempo me chamando..."
E foi entre os Boleros e a rosa de Noel.
Entre minha escrita torta e o walkman,
até amanhacer, dá para beber e tomar decisões erradas e acho
que até dá tempo de se arrepender.
Ou tempo de escrever quando muitas vezes não tiver coragem de te
dizer.
"-E se você ainda quiser dançar, você "tá" vendo aquele cara de azul ??
...Estou sentado depois dele.
E ela num súbito:"- Garçón a minha conta...Ultimamente aqui anda muito mal frequentado...?"


O Fogo Anda Comigo...-The fire walks with me

Escrito por Maths às 16h31


[]






BRASIL , Nordeste , FEIRA DE SANTANA , Feira V , Homem , de 20 a 25 anos , Portuguese , Spanish , Música , Arte e cultura , Literatura, Cinema, Grass
MSN - Mathscarmo@hotmail.com

[ Humor ]

[ Passado ]
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

[ Votação ]
Dê uma nota para meu blog

[ Indicação ]
Indique meu blog a um amigo

[ Visitantes ]

[ Blogs Amigos ]

No Poetry
Unissona
Adorno
Paia's Social Club
Team Sleep
HornsUp
Dr.Cascadura
Retrofoguetes
Bahia Rock
Lp & os Compactos
Foda-Se
Ramiro da Chapada(Se chape e não se perca na Diamantina)
Mais sobre a Chapada Diamantina(Por Ramiro el Guia)
Iskória Band (Punk Hc industrial indefinível, Alagohell-Ba)
Antrophobia Band (Funk Metal Regional Indefinível Mto dukralhu)
El mundo de Thata
El mundo de Guto
El mundo de Nana
El mundo de Larix
Deftones World
El mundo de Luckz
Sublime World(Tudo sobre o Sublime por Eric Wilson, baixista da banda,download de shows inéditos e etc.)
Um Rato Feirense está a solta na rede, dessa vez Muuito Loowco...não hesitem!!És el rato más escandaloso que yo conosco!

[ Sites ]